Começa o capítulo final do impeachment da presidenta Dilma

Uma crise econômica. A inabilidade política. Eleições disputadíssimas. Uma coalizão governista frágil. Um Congresso Nacional hostil que tirou proveito da operação Lava Jato, enquanto ela denunciava a participação do partido do Governo nos desvios de recursos da Petrobras. Os ingredientes que culminaram no processo de impeachment da presidenta brasileira, Dilma Rousseff (PT), que inicia sua última fase nesta quinta-feira, no Senado Federal, não constarão na justificativa legal do afastamento definitivo da presidenta Dilma. O crime que justifica seu afastamento, aos olhos da Constituição, foi ter assinado três decretos de suplementação orçamentária sem a autorização do Congresso e a de fazer manobras irregulares, apelidadas de pedaladas fiscais. Seguir leyendo .
Read The Rest at : El País

Top News